Xingatório da Imprensa

terça-feira, julho 29

Sinédoque e metonímia
Como uma revista de 92 páginas sobre os "jovens brasileiros" pode não ter uma foto sequer de uma favela, um grotão, uma palafita, uma casa de pau-a-pique? É simples. A revista, uma edição especial da Veja, não é sobre os jovens brasileiros. É sobre os teens. Ou, em outras palavras, os jovens brasileiros de classe média-alta.

O lapso lingüístico da Veja já se repetiu na primeira da série de reportagens do Jornal da Globo "Revolução feminina". O mote é óbvio: a vida das mulheres tem mudado muito nas últimas décadas. Por mulheres, entenda-se advogadas, executivas, artistas e políticas.

Mas a segunda matéria, que vai ao ar nesta terça, promete contornar a sinédoque, explicando o que têm em comum uma empregada doméstica, uma executiva e uma terapeuta que decidiu trabalhar em casa. Opa. Aí o caso já é de metonímia: a empregada doméstica, essa salvadora de matérias e programas que só enxergam a elite, tornando-se o símbolo, o resumo e o bode expiatório das mulheres pobres.

O que incomoda não é o descuido ao se tomar o todo pela parte (ou a parte pelo todo); é a cegueira deliberada de quem acha que omitir detalhes desse tipo faz parte do negócio.
Xingado por Elpydio 1:06 da manhã

terça-feira, julho 22

Do Jornal Hoje:

Deu a louca no tempo ao redor do mundo: tempestade, terremoto, furacão e até um vulcão entrou em erupção, no Japão.
Xingado por Elpydio 1:54 da tarde

segunda-feira, julho 14

O que se espera de uma matéria que abre com o chapéu "PERFIL - HÉLIO FERRAZ, Presidente do Flamengo" e estampa uma foto de quase meia página de altura do indivíduo? Pela leitura do Globo deste domingo, tudo, menos a palavra do objeto do tal perfil. Os únicos presidentes do Flamengo que falam na matéria são os ex Márcio Braga e Kleber Leite. Quanto ao Hélio Ferraz, esse mero detalhe, nem os indefectíveis "não foi encontrado", "não quis fazer comentários" e que tais.
Xingado por Elpydio 1:54 da manhã

sexta-feira, julho 11

E o quico?
Começa assim o texto da seção E mais... no Rio Show de hoje:

"Dumb and Dumberer: When Harry met Lloyd" chega aos cinemas cariocas sem sessões prévias para a imprensa.
Xingado por Elpydio 1:52 da tarde

terça-feira, julho 8

Por que me ufano de meus fuzis
Só faltou uma palavra na cabeça para o caderno Olimpíadas Rio 2002, encartado no Globo de hoje, ficar perfeito: editorial.
Xingado por Elpydio 11:30 da tarde

quarta-feira, julho 2

Ramerrame
Mais uma pesquisa CNI/Ibope, mais um monte de matérias estéreis sobre a popularidade de Lula. A grande conclusão: o índice de aprovação ao Governo Lula caiu de 75% em março para 70% em junho. Apenas o Estadão se deu ao trabalho de ouvir um cientista político, Rubens Figueiredo, que disse o óbvio: "não se pode falar em tendência". A Folha, por exemplo, preferiu lembrar que o presidente da CNI é o deputado federal Armando Monteiro Neto (PTB-PE), da base governista, e que a pesquisa Datafolha indicou resultados diferentes.

E nenhum dos jornais teve a idéia luminosa de se perguntar coisas realmente curiosas, como por que o índice de aprovação caiu, mas a nota média do governo subiu (de 6,8 para 6,9). Ou por que o saldo (aprovação menos desaprovação) cresceu em dois grupos: "região Norte-Centro-Oeste" e "cidades com população de 20 mil a 100 mil".
Xingado por Elpydio 12:06 da tarde

Powered by Blogger

 

Assis Gutenberg e Elpydio Phragoso mostram que a imprensa brasileira não evoluiu muito no último século.

E-mails educados para: assisgutenberg@bol.com.br
elpydiophragoso@yahoo.com

Arquivo Morto
current